Teoría de situaciones didácticas en la enseñanza de la geometría plana: el caso de la Olimpiada Internacional de Matemáticas y la ayuda del software GeoGebra

  • Paulo Vitor da Silva Santiago Universidade Federal do Ceará - UFC
  • Francisco Régis Vieira Alves
Palabras clave: Teoría de Situaciones Didácticas, Enseñanza de las Matemáticas, OMI, GeoGebra, Geometría del Plano

Resumen

Este trabajo presenta una propuesta didáctica basada en situaciones problemáticas, concebida por cuestiones relacionadas con la Geometría y procedente de la Olimpíada Internacional de Matemáticas (OMI). El objetivo de este trabajo es presentar como la dialéctica de la Teoría de Situaciones Didácticas: acción, formulación, validación e institucionalización, puede ayudar en la enseñanza de los problemas matemáticos de la OMI. Por último, se hace hincapié en el uso del software GeoGebra como herramienta para la elaboración de ejemplos matemáticos y la resolución de problemas de situaciones sobre el contenido de la geometría plana.

 

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Citas

Almouloud, S. S. A., Manrique, A. L., Silva, M. J. F., & Campos, T. M. M. (2004). A geometria no ensino fundamental: reflexões sobre uma experiência de formação envolvendo professores e alunos. Revista Brasileira de Educação, 27(1), 94-108. Recuperado em 15 de dezembro de 2020, de https://www.scielo.br/pdf/rbedu/n27/n27a06.pdf.

Almouloud, S. A. (2007). Fundamentos da didática da Matemática. Editora UFPR, Paraná. Brasil.

Alves, F. R. V. (2016). Didática da Matemática: seus pressupostos de ordem epistemológica, metodológica e cognitiva. Interfaces da Educação, 7(21), 131-150.

Alves, F. R. V. & Catarino, P. M. M. C. (2019). Situação Didática Profissional: um exemplo de aplicação da Didática Profissional para a pesquisa objetivando a atividade do professor de Matemática no Brasil. Indagatio Didactica, 11(1), 103-129.

Alves, F. R. V. (2020). Situações Didáticas Olímpicas (SDOs): ensino de Olimpíadas de Matemática com arrimo no software GeoGebra como recurso na visualização. Alexandria: Revista de Educação em Ciência e Tecnologia, 13(1), 1-30.

Alves, F. R. V. (2021). Situação Didática Olímpica (SDO): aplicações da teoria das situações didáticas para o ensino de olimpíadas. Revista Contexto & Educação. 36(113), 1 – 30.

Barbosa, G. S. (2016). Teoria das Situações Didática e suas influências na sala de aula [Resumo]. In Encontro Nacional de Educação Matemática (Eds.). Anais do XII ENENM, Educação Matemática na contemporaneidade: desafios e possibilidades. 1-12. São Paulo, Brasil: SBEM.

Brasil. (2002). Programa nacional do livro didático: guia de livros didáticos de 5ª a 8ª série. (Guia PNLD 2002). Secretaria da Educação Básica. Programa do Livro. Brasília, DF: Ministério da Educação.

Brasil. Base Nacional Comum Curricular: documento de caráter mandatório que orienta a formulação dos currículos escolares. Brasília, DF: Ministério da Educação, 2018.

Brousseau, G. (1996). Fundamentos e Métodos da Didáctica da Matemática (M.J. Figueiredo, Trad.). In J. Brun (Ed.). Didática das Matemáticas, 1, 35-113. Lisboa: Instituto Piaget. (Trabalho original publicado em 1986).

Brousseau, G. (2008). Introdução ao estudo da Teoria das Situações Didáticas: conteúdos e métodos de ensino. (Eds.) São Paulo: Ática.

Chevallard, Y. (2013). Sobre a teoria da transposição didática: algumas considerações introdutórias (C. Puggian, Trad.). In Revista de Educação, Ciências e Matemática (Ed.). Simpósio Internacional de Pesquisa e Desenvolvimento em Educação Matemática, Bratislava, Tchecoslováquia, 3, 1-14. Rio de Janeiro. (Trabalho original publicado em 1988).

Fainguelernt, E. K. (20 fev., 1995). O ensino de Geometria no 1º e 2º Graus. [Versão Eletrônica]. Revista da Sociedade Brasileira de Educação Matemática, 4, 13. Recuperado em 12 de dezembro de 2020, de https://www.revistasbemsp.com.br/REMat-SP/issue/archive.

Fiorentini, D. (2006). Grupo de sábado: uma história de reflexão, investigação e escrita sobre a prática escolar em matemática. In: D. Fiorentini & E. M. Cristovão (Eds.), Histórias e investigação de/em aulas de matemática, 13-36. Campinas: Editora Alínea.

Freitas, J. L. M. (2002). Situações Didáticas. In: S. D. A. Machado (Eds.), Educação Matemática: uma introdução, 65-87. São Paulo: EDUC.

Gravina, M. A. Santarosa, L. M. (1998). A aprendizagem da matemática em ambientes informatizados [Resumo]. In Anais do IV Congresso RIBIE (Eds.) Informática na educação: teoria e prática, 73-88. Porto Alegre, Brasil: Editora da UFRGS.

IMO. (2020). Problems. Secretária do Conselho da IMO. Faculdade de Matemática e Física da Universidade, Ljubljana: Webmaster.

IMO. (2020a). Team results, individual results, hall of fame. Secretária do Conselho da IMO. Faculdade de Matemática e Física da Universidade, Ljubljana: Webmaster.

IMO. (2020b). Olimpíada Internacional de Matemática. Wikipédia. Fundação Wikimedia.

Lorenzato, S. Por que não ensinar Geometria? Educação Matemática em Revista. São Paulo/SP, 4, 3-13, 1995.

Maths. (2003). The International Mathematical Olympiad. AMC. Internet Archive: Wayback Machine. San Francisco, CA: Internet Archive.

Oliveira Neto, J. E. (2019). Situações didáticas olímpicas aplicadas a problemas de geometria plana da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP). Dissertação de Mestrado publicada, Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática) – Centro de Ciências, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, Brasil.

Pastré, Pierre. (2004). Les compétences professionnelles et leur développement. In: Pierre Falzon. Presses Universitaires de France (Eds.), Ergonomie, 213-231. Paris: PUF.

Turner, N. D. (1985). A historical sketch of Olympiads: U.S.A. and international. The College Mathematics Journal, 16, 330-335.

Teixeira, P. J. M., & Passos, C. C. M. (2014). Um pouco da Teoria das Situações Didáticas (TSD) de Guy Brousseau. Zetetike, 21(1), 155–168.

Publicado
2021-04-24
Cómo citar
Santiago, P. V. da S., & Alves, F. R. V. (2021). Teoría de situaciones didácticas en la enseñanza de la geometría plana: el caso de la Olimpiada Internacional de Matemáticas y la ayuda del software GeoGebra. UNIÓN - REVISTA IBEROAMERICANA DE EDUCACIÓN MATEMÁTICA, 17(61), e008. Recuperado a partir de https://union.fespm.es/index.php/UNION/article/view/246
Recibido 2020-12-30
Aceptado 2021-04-13
Publicado 2021-04-24